Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Música: Suicide?

por Rei Bacalhau, em 19.01.14

Calma, não se assustem com o título.

 

Eu acho que os Barclay James Harvest não são muito conhecidos. A própria rádio Nostalgia, da qual sou fã, toca muito poucas vezes temas deles. Ok, tudo bem, eles têm um nome impossível de dizer de seguida sem nos enganarmos, mas isso não devia ser razão. Os BJH são uma banda que roça às vezes o pop, outras vezes o rock normal, outras vezes o psicadélico, e isso permite inferir que é mesmo uma daquelas bandas à anos 70.

 

A verdade é que algumas das músicas deles dão que pensar. Falemos desta que apresento hoje. A música chama-se "Suicide?" e não é em vão que lá está um ponto de interrogação. A letra da música é bastante deprimente e tem alguns versos particularmente esmagadores. Imaginem lá um indivíduo, que por perder a amada decide matar-se. É uma decisão errada, claro, e enormemente exagerada, mas a condição humana tem destas coisas, enfim. Acontece que, quando ele se põe no topo de um edifício e a multidão o nota, existe uma voz a gritar:

 

"Don't jump! Please, for God's sake, let me move my car!"

 

A situação é bastante risível. Quase que parece que ainda estão a gozar com o gajo que se vai suicidar. Acho que faria o mesmo, já que tenho algum nojo a suicidas, mas pronto, cada um sabe de si. Na verdade não faz sentido nenhum pôr um objecto nosso em risco por causa da idiotice de outro.

 

A estória termina com uma grande dúvida, logo existente no título. O indivíduo sente uma mão no ombro, ouve alguém a dizer "Just in time!", como quem o vai salvar. No entanto, acontece o contrário e ele acaba por ser empurrado para o passeio uma boa quantidade de metros lá em baixo. Daí o ponto de interrogação no título.

 

É óbvio que é tudo uma metáfora. Da mesma maneira que quando uma pessoa se sente o mais miserável possível, seja por que razão for, pode existir alguém que subitamente a salve do abismo melancólico que os humanos se inserem, também pode, por outro lado, acontecer que alguém dê o "empurrão" final para o desespero se apoderar dela. Enfim, como já disse, os humanos têm destas coisas...

 

Gostaria de fazer notar que a música tem uma parte no final que é o "passeio" derradeiro do nosso personagem, o que inclui o momento quando é empurrado. Ouvir os gritos chocados da multidão surpresa e aquele som grave mesmo no final pode mesmo assim ser de arrepiar a espinha, provando que os BJH não se poupavam a pormenores.

 

Ora portanto, têm aqui Barclay James Harvest, com o magnifíco tema: Suicide?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:00




calendário

Janeiro 2014

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D