Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




A vida como ela é!

por José da Xã, em 24.11.14
Com o decorrer dos anos que vivemos, há ideias por nós construídas e que naturalmente vamos convertendo em verdades absolutas. Assumimos aquele registo e não abdicamos de sair dele. É da natureza humana…
A realidade é que a vida dá-nos por vezes uns tabefes valentes que nos acordam daquele marasmo que fomos construindo. E de súbito tudo o que julgávamos profundamente verdadeiro passou a exibir-se como duvidoso. E passamos a pôr tudo em causa…
Pensarão alguns dos meus leitores que esta postura é típica dos jovens. Erro crasso! Qualquer um de nós, tenhamos a idade que tivermos, tem a tendência para assegurar de que o registo onde nos mantemos é o mais correcto.
Sempre fui uma mente aberta. Nunca me deixei levar por ondas da moda nem considerei que a razão era só minha. Mesmo na religião, tendo eu a minha fé, aceito, no entanto, que outros exibam de uma fé diferente daquela em que acredito. Tal como na política…
Por vezes é um choque enorme tomar consciência das nossas profundas fragilidades… Escondemo-nos então atrás das tais verdades (quase) absolutas, renegamos a opinião dos outros, teimamos em manter o tal perfil.
O homem é assim uma máquina muito complexa. Não só porque todos os órgãos estão interligados e necessitam uns dos outros para trabalhar, mas acima de tudo porque nesta engrenagem quase lógica e mecânica há uma variável com a qual nenhuma máquina consegue lidar. Esta variável que não é obviamente matemática chama-se… sentimento.
Ninguém, por muito frio que seja, consegue evitar que um determinado sentimento altere a sua máquina física. Por muito que custe e doa aos pragmáticos e objectivos.
Porque a vida é, toda ela, construída na base de muuuuuuuuitos sentimentos. Bons e maus, feios e luminosos, coerentes e absurdos. Temos somente que estar atentos e saber lidar com as (diferentes) vicissitudes que nos surgem pelo caminho da vida.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:28




calendário

Novembro 2014

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D