Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Música: Morning has Broken

por Rei Bacalhau, em 03.01.16

Estão os três em casa. Dois deles estão a jogar computador. O outro, o Mau, entra em cena, determinado e algo chateado.

- Estou farto. Saiam daí, vamos sair.

O Bom olhou espantado para o Feio, que simplesmente continuou a jogar.

- Olha lá, que queres dizer com isso?

- Estamos há quase dois meses em casa. Já chega. Tenho dito. Vá, levantem-se e saiam.

- Mas... 

- Ouve, não estou para conversas e não me quero azedar mais do que já estou, caralho. Estou farto de estar em casa.

- Mas...

- FODA-SE, mas és surdo!? SAI! FORA!

O Bom saiu escorraçado. O Feio continuou o videojogo, oblívio para o mundo à volta.

- Vamos ter problema é?

Sem efeito.

- Ok, se assim o queres.

E desligou o computador.

O Feio explodiu. A reacção foi instantânea. Vociferou obscenamente ao infractor, portando-se como uma criança. Gritava, berrava, chorava pelo jogo perdido, que não tinha gravado e estava num ponto importante. Questionava infantilmente o acto.

- QUEM PENSAS QUE ÉS!?

Lançou-se a ele, doido de raiva, possúido de fúria, inebriado de adrenalina.

O Mau pregou-lhe uma valente bofetada.

- É tudo culpa tua, sabes!? É por tua causa que estamos quase que presos aqui. O outro idiota vai na tua conversa e por isso tenho-me mantido de fora. Chega, Já chega! JÁ CHEGA!

O Feio já se encostara a um canto, dobrado no chão, como um cão que sabe que fez mal ao dono. Lamuriava-se.

- Podes ficar aí se quiseres. Não serves para nada também. NADA! És uma merda, e só tornas a nossa vida uma merda. Porque é que existes? O que é que estás cá a fazer? Porque é que temos de te aturar? A ti e às tuas merdas. Andas sempre feito conas, a queixar-te de tudo, a lamuriar-te que o destino te fez assim imperfeito e portanto não digno de felicidade. Sabes o que te digo? Tretas! Conices tuas. São só desculpas! Pensas por alguma razão que o mundo te deve alguma coisa? Dinheiro? Um bom emprego? Uma namorada? Nem uma puta aceitaria estar contigo. O mundo não te deve nada, vê lá se percebes isso, seu monte inútil de merda. Queres felicidade? Vai à procura dela. Não a encontras? Temos pena, o mundo não é justo. E por não ser justo é que temos de o atacar com tanta merda quanta ele nos manda, ou mais. Se ficas parado ficas enterrado em merda. Aliás, já estamos todos assim por causa de ti. Porque precisas de pensar e o caralho. Porque precisas que alguém faça as decisões por ti. Olha, eu vou pegar no outro gajo e vou sair e não sei a que horas volto. Por mim podes ficar aí a fazer-te de paneleiro e a chorar. Última oportunidade.

Sem efeito.

O Mau sai com um estrondo na porta.

- Que raio se passa contigo? Que bicho te mordeu?

- Era necessário fazer alguma coisa. A situação está insuportável. Se ele quiser ficar ali, ele que fique, não precisamos dele.

- Mais tarde ou mais cedo precisaremos, essa agora!

- Então que seja mais tarde. Ou preferes ficar aqui com ele também? Está uma manhã potencialmente produtiva pela frente.

- Não... eu vou. Olha, sabes que mais? Fizeste-me lembrar agora o Cat Stevens.

- Porquê?

- Porque ele também chegou a uma altura e disse, "ah, agora quero ser Islamabad e tal" e converteu-se lá p'ó Islão. Agora chama-se Maomé Alá ou Yusuf Slimani ou Jihad Islam... Uma delas...

- Ok...? Faz sentido, mas como é que te lembrei dele, exactamente?

- Falaste em manhãs e tal, e lembrei-me da música.

- Qual música?

- Aquela do "Morning has Broken".

- Não estou a ver, mas parece-me simbólica. Não interessa, vamos por-nos a caminho.

- Vamos fazer o quê mesmo?

- Desenterrar merda.

E partiram.

Ele ficou sozinho. Ao aperceber-se disso, começou a trautear, aos soluços.

 

Morning has broken.... like the first morning...

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:17




calendário

Janeiro 2016

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D