Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Música: The Call of Ktulu

por Rei Bacalhau, em 16.02.14

Os Metallica tiveram uma importância muito grande na história da música recente. Ainda hoje há muitos que dizem que quem não ouve Metallica não sabe o que é metal. Bom, tudo bem, cada um com a sua. Na verdade a única coisa que os Metallica realmente ajudaram foi em fazer o metal algo muito mais agressivo do que era antigamente. Recentemente mostraram-me uma daquelas listas parvas das 100 melhores bandas de metal de sempre e é óbvio que os Metallica estavam no top 5. Eu nunca ligo muito a essas listas subjectivas feitas por "alguém", mas houve algo que me irritou, que foi o facto de nesse top 100 nem estarem bandas essenciais de metal como eram os Queen ou Uriah Heep. Lá está, como disse, os Metallica e afins abalaram as estruturas do que era metal e transformaram-no numa coisa completamente diferente. Foi a partir desta altura que o metal passou a estar associado ao negro e ao gótico e essas parvoíces todas.

 

O vocalista também não é o meu preferido, apesar de admitir que a sua voz fica bem nalgumas músicas. Passemos então à única coisa que realmente os safa: a instrumentação.

 

Os Metallica gostavam de fazer sempre uma música instrumental nos seus primeiros álbuns (ou mais recentes não sei porque não os ouvi). The Call of Ktulu, do segundo álbum Ride the Lightning, é um exemplo. É uma referência óbvia à estória de nome parecido escrita por H.P. Lovecraft, "The Call of Cthulhu", que retrata o conto de um culto que adora uma entidade cósmica mais velha que o tempo, cujo nome mais parecido que os humanos conseguem dizer é Cthulhu. Este culto quer trazer Cthulhu de volta para o mundo para causar caos e destruição e todas essas coisas do costume.

 

Ph'nglui mglw'nafh Cthulhu R'lyeh wgah'nagl fhtagn

 

Esta era a frase usada pelos cultistas para adorarem o seu semi-Deus. Mal sabiam eles que quem ia libertar Cthulhu eram uns marinheiros por acidente, ao terem chegado à ilha onde ele estava preso. Creio que a leitura do conto todo deve ser bastante interessante.

 

Voltando aos Metallica, como a música deles é puramente instrumental podemos ser nós a imaginar o que está a acontecer. Desde já a música tem um constante tom grave, maligno, inicialmente até de suspense. Ora ouçam lá:

 

 

Este primeiro minuto gosto de imaginar como o prelúdio do caos que está prestes a acontecer. Um explorador penetra numa espécie de caverna, por exemplo, ou um edifício de arquitectura estranha, ansioso pelo que o esperará ao tornar a esquina. Eis que se depara com a besta.

 

Caos!

 

O monstro imediatamente acorda e levanta-se, destruindo grande parte do tecto. Grandes rochedos aterram com violência no chão, aumentado os tremores que o próprio demónio gerava. Os gritos ensudecedores chamavam por jactos de fogo de partes desconhecidas. Os relâmpagos contrastavam com a escuridão imensa que se havia colocado. A entidade, uma coisa feia, enorme, de aspecto humanóide, mas colossal, com cara coberta de tentáculos como se fosse um polvo, o corpo disforme coberto de escamas e com asas, como se se tratasse de um dragão. 

 

Rugiu novamente e o tecto desabou completamente. A tempestade que se havia colocado já só permitia ver uma silhueta do leviantã! Eis que ele pára, como que contemplando o mundo à sua frente, pronto para ser submetido à sua vontade. Que destruição e sofrimento iria ocorrer a partir daí! Oh! que ser, que irradia tal maleficência! Que será do futuro quando confrontado com uma criatura que não conhece o conceito de tempo?

 

Cthulhu estava livre. E o universo tremia, assustado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:21




calendário

Fevereiro 2014

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
232425262728

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D