Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Behind Blue Eyes

por Rei Bacalhau, em 18.03.18

Behind Blue Eyes, dos The Who:

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 23:16


Shine On You Crazy Diamond

por Rei Bacalhau, em 04.03.18

A aleatoriedade tem destas coisas.

 

Começou a chover na segunda-feira, e eu, querendo evitar a cambada de assassinos que anda nas estradas em dias de chuva, decidi ir por um caminho mais longo, mas mais seguro porque não apanho nenhuma via rápida.

Ora, tendo o meu rádio com a minha lista personalizada de músicas, e estando num contexto de condução mais lânguida, rodeado de chuva espessa, estava mais ou menos à espera que o rádio, que escolhe a próximo tema a tocar aleatoriamente, me pusesse a tocar algo adequado. Pontos bónus se fosse a Riders on the Storm dos Doors ou então a It's Raining Again dos Supertramp, como manda o cliché.

Mas não.

De repente a música parou. E eu compreendi. Agradeci ao rádio pela escolha.

 

Não é que o rádio tenha ficado estragado. Era simplesmente o início de uma música dos Pink Floyd.

Numa altura de seca extrema, todas as gotas são deveras pequenos diamantes.

 

Shine On You Crazy Diamond, dos Pink Floyd, em homenagem a Syd Barrett:

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 23:42


O dia em que o MEO Music morreu

por Rei Bacalhau, em 01.03.18

Sinto que devo prestar uma pequena homenagem ao serviço do MEO Music que acabou hoje (ou melhor dizendo, ontem, suponho eu).

Tentei hoje fazer login através do programa do Windows, mas ele mandou-me dar uma volta. Crendenciais erradas e tal.

Por um lado não me admira que a Altice tenha olhado para os custos de suportar um "mini-Spotify" e tenha chegado à conclusão de que não valia a pena. Não faço ideia se assim foi, mas não me parece irrazoável pensar que suportar toda a infraestrutura e serviços necessários para o excelente funcionamento do conceito fosse bastante caro. O capitalismo é mesmo assim, e de certa forma, ainda bem.

A verdade é que o capitalismo aparentemente dá todo o poder à empresas, mas estas têm de ter noção que qualquer das suas acções poderá ter consequências na opinião dos seus clientes (e o dinheiro vem das carteiras deles, normalmente). A verdade é que a razão principal pela qual eu ainda sou da MEO é (era) o MEO Music, porque não gastava dados móveis e tornava-o extremamente conveniente para se ter um rádio personalizado no telemóvel.

Estou plenamente consciente de que existem alternativas ao MEO Music, disponibilizadas pela própria MEO, mas não são de todo apetecíveis, especialmente porque terei de pagar muito mais por elas.

Na prática, não acredito que o fim do MEO Music vá gerar uma vaga de descontentamento geral pelos clientes da MEO. Não acredito que houvesse assim TANTA gente a usar o serviço. No entanto, a nível pessoal já nada terei a prender-me à MEO, e talvez venha a mudar de operadora (e irritar toda a gente que me liga com a mensagem de "Este cliente agora pertence à não-sei-quê. Por favor aguarde.").

 

Por razões de simbolismo, decidi que a última música que ouviria no MEO Music seria a do costume (já la vamos). Ora, visto que no computador já não consigo, tentei, pela piada, aceder através do telemóvel. Facto engraçado: sou uma das 2 pessoas em Portugal que ainda tem um Windows Phone, apesar de na prática já estar obsoleto há muito. O MEO Music deixou de ser suportado para WP há vários meses (ou se calhar anos até, não me lembro), mas o serviço continuou a funcionar mais ou menos bem.

Pois bem, fiquei orgulhoso deste meu pedaço de plástico lascado quando ele conseguiu aceder ao MEO Music tranquilamente. Pesquisei músicas à vontade e aparentemente ainda funcionava tudo. Acho hilariante pensar que o Windows Phone é tão irrelevante que alguém no lado da MEO se esqueceu de desligar o serviço para esta plataforma (se calhar para Android e tal também ainda funciona, mas gosto de pensar que sou o último português a conseguir ouvir alguma coisa no MEO Music).

Contudo, querendo enterrar completamente o assunto de vez, naveguei para a música que eu queria e ouvi-a enquanto escrevi este texto (em horário laboral, ainda por cima, mas não faz mal, isto é mais importante... certo?).

 

Pela n-ésima vez neste blog, American Pie, de Don McLean:

 

 

 

Curioso que a morte de que a música fala também ocorreu em Fevereiro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 10:15



calendário

Março 2018

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D